January 10, 2016

smartwatch

A tecnologia é cada vez ‘amiga’ das pessoas com algum tipo de deficiência. De facto, as novas tecnologias da informação e da comunicação são, sem dúvida, um caminho viável para oferecer soluções de entretenimento, cultura, educação e mobilidade a estas pessoas. Minimizam as dificuldades e acabam por ter um valor custo versus benefício muito competitivo.

 
Dot é o relógio inteligente para invisuais

Atualmente, apenas 1% dos livros escritos são traduzidos para Braille. Este facto deixa mais de 285 milhões de pessoas sem grandes opções de leitura e as existentes tendem a ser muito caras.

As soluções tecnológicas para invisuais passam muito pelos sistemas de áudio, mas para alguém que não vê, ou que tem a sua capacidade de visão muito limitada, estas soluções não são ideais para utilizar em público, não que incomode as outras pessoas, mas sim, porque o invisual perde um pouco da sua privacidade.

Eric Kim Yoon Ju, Sul-Coreano, o criador do Dot, percebeu as dificuldades que o um seu amigo invisual tinha e começou a imaginar um dispositivo que pudesse facilitar a vida a estas pessoas.

O Dot tem um mostrador com buracos perfurados e ímanes no interior, que se tornam visíveis conforme o conteúdo das mensagens. Quando o utilizador é contactado, os ímanes sobem e ao passar o dedo o utilizador lê a mensagem em braille. Consultar o e-mail, ler um texto ou uma mensagem poderá vir a ser bem mais simples.






Com a colaboração de Rita Valadas




Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com