June 23, 2017

‘Un exemple’ EXTRAORDIÁRIO

O restaurante Le Reflection, inaugurado em dezembro, em Nantes, emprega pessoas com Síndrome de Down, que exercem as suas funções tanto na cozinha como na sala. Um projecto solidário que tem atraído muitas pessoas pela sua excelência e inovação, que acabam por de se complementar de forma exemplar. Uma excelente ideia que visa facilitar a inserção social das pessoas com este tipo de deficiência. 




Quem sabe se este exemplo não poderá ser seguido por outros empresários e que tenhamos a capacidade de o fazer também aqui em Portugal. O local disponibiliza almoços e jantares completos. 


Fica o desafio 'Francês'!




Saiba mais AQUI


Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

June 14, 2017

‘Doca’ DEFICIENTE

Os lugares reservados a pessoas com deficiência são específicos na sua dimensão, exatamente para permitirem, por exemplo, a saída para uma cadeira de rodas. No limite, o estacionamento indevido nestes locais, pode impedir que um cidadão que se desloque numa cadeira de rodas possa parquear o seu carro, comprometendo ainda mais a sua mobilidade.

Recentemente, a Assembleia da República legislou no sentido de considerar este abuso como uma contraordenação grave. Implica, entre outras coimas, a perda de 2 pontos na Carta por Pontos.



O problema agora podem ser as EMBARCAÇÕES... Será que há necessidade de fazer um desenho a cores para que todos os ‘meninos’ percebam!?


Marina de Oeiras, 26 de maio de 2017




SAIBA QUANTOS PONTOS SÃO RETIRADOS EM CONTRAORDENAÇÕES GRAVES (artigo 145º do CÓDIGO DA ESTRADA)?



Relacionados:




Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

June 9, 2017

Alertas CRITICOS


Todos os dias as pessoas com deficiência auditiva têm que ultrapassar os inúmeros obstáctulos que o mundo que temos vindo a desenvolver lhes criou. Esta incapacidade de interagir com a audiência predominante coloca-os em desvantagem. É fundamental minimizar este problema e garantir que todos conseguem perceber o que se passa à sua volta, independentemente de terem algum tipo de deficiência auditiva temporária ou permanente.

Não seria interessante se houvesse uma APP que os ajudasse a reconhecer muitos dos sons críticos mais comuns, fundamentalmente aqueles que assinalam emergências? Uma APP que os alerta-se… através de mensagens visuais, luzes que piscassem ou simplesmente por vibração?



Essa solução já existe e chama-se Hearing Aide


:ANTES:




:DEPOIS:



A INCLUSÃO é um valor civilizacional



Saiba mais AQUI



Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

June 1, 2017

A prancha dos "Césares"



Há 3 anos, nasceu em Portugal esta prancha de surf adaptado para pessoas com grandes limitações físicas, primeira na Europa e segunda no mundo.







Para mim, fica a agradável sensação de ver um amigo sorrir, tal como eu, em cima das ondas e que vale a pena sonhar e acreditar nas pessoas. Vamos arrancar sorrisos ao César Lopes e aos outros Césares! Aos que tornam possível afirmar que o SURF É PARA TODOS, obrigado", referiu Carlos Nogueira



Um projeto desenvolvido com o apoio:




Saiba mais em Associação Salvador



 
Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

May 30, 2017

Vamos a banhos com a JOB Chair…



A JOB Chair foi projetada e concebida para o ajudar a desfrutar plenamente da praia e da piscina.


Com uma composição em liga de alumínio, altamente resistente e anti-corrosiva, esta cadeira de mar – tipo TIRALÔ – foi concebida para que as pessoas com deficiência motora ou com mobilidade reduzida possam ir ao mar ou à piscina, em condições de segurança.

Para quem não a pode adquirir, devido ao seu custo, o tiralô está disponível gratuitamente em muitas praias com Bandeira Azul, podendo ser utilizado diariamente, incluindo fins-de-semana, normalmente das 9h às 18h. 


O programa "Praia Acessível" garante que a Praia pode ser para todos. É mais um excelente exemplo de como em Portugal podemos ser uma COMUNIDADE INCLUSIVA.




Saiba mais AQUI


Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

May 23, 2017

Cidadania versus CONTRAORDENAÇÃO GRAVE

O Parlamento já aprovou, e por unanimidade, o reforço das garantias para minimizar e penalizar o estacionamento abusivo em lugares de estacionamento reservados para as pessoas com deficiência.

A Assembleia da República aprovou os projetos de lei que determinam as alterações ao Código da Estrada necessárias para o efeito.

No plenário desta ultima sexta-feira, os deputados aprovaram uma alteração ao Código da Estrada que passa a considerar como CONTRAORDENAÇÃO GRAVE a paragem e estacionamento em lugar reservado a veículos de pessoas com deficiência. O projeto determina que a reserva de estacionamento “é a única maneira de garantir a estas pessoas o referido direito à mobilidade” e que “a ocupação indevida destes espaços de parqueamento é uma prática recorrente e não é reconhecida ainda pela generalidade da população como uma prática gravemente atentatória de um direito que limita a liberdade de circulação de quem necessita desse espaço


Alguns exemplos recentes de condutores que ficam, repentinamente, deficientes (...) agora, estacionar no lugar de deficiente, dá multa a doer, perda de pontos e carta suspensa

CONTRAORDENAÇÃO GRAVE:  Saiba mais... clique na imagem



Fonte: Público




Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com

May 19, 2017

Infraestruturas PEDONAIS


O maior interesse de uma cidade reside no seu espaço porque é nele que se desenvolvem as diversas atividades socioeconómicas. É importante valorizar os espaços exteriores e interiores de forma a responder às necessidades das pessoas, nomeadamente daquelas com mobilidade reduzida. De acordo com a OMS – Organização Mundial de Saúde – as viagens de curta duração devem ser realizadas, preferencialmente, a pé ou de bicicleta, com benefícios claros para a saúde já que a atividade física é constante.

O investimento em infraestruturas pedonais, sobretudo em meio urbano, terá um impacto muito significativo na qualidade das deslocações a pé e, consequentemente, na qualidade de vida das pessoas.

O envelhecimento da população e as novas exigências associadas à garantia de mobilidade e acessibilidade a pessoas com mobilidade reduzida, são exemplos desses novos paradigmas da mobilidade e acessibilidade na ‘urbe’.



Para as pessoas!

Pisos adequados e não existem barreiras arquitectónicas



Para o Minuto Acessível, 
deixe aqui o seu contributo: minuto.acessivel@gmail.com